Comércio de carros novos e usados cresce até 60% no DF

O comércio de veículos, incluindo caminhões e ônibus, é fundamental para se saber se o consumidor voltou a ter confiança – e, enfim, se a economia respira melhor. Pois bem: tanto a venda de carros novos quanto a de usados cresceu em maio. E isso inclui ônibus, caminhões e picapes.

No caso dos 0km, o desempenho em maio foi de 31,85% em relação ao mês de abril. Ao se comparar as vendas de maio deste ano com igual período de 2016, registra-se um acréscimo de 15,45% no DF, segundo informações do Sincodiv, o sindicato das concessionárias.

Já o crescimento nas vendas de veículos usados em maio, comparando-as com as de abril, foi de impressionantes 62,9%.

Quando se leva em conta o mesmo mês (maio) do ano passado, a elevação foi mais discreta, mas não menos significativa: 30,4%. Os dados são da Fenauto.

No acumulado do ano, o comércio de usados cresceu 11,3%. A média de vendas diárias (dias úteis) também subiu: 10,2% (844 unidades/dia, contra 766 unidades/dia no ano passado).

Por estado
No Centro-Oeste, nenhum estado tem obtido os números do Distrito Federal. Embora tenha volume de vendas maior, o desempenho no acumulado no ano foi negativo: -2,6%.

Quanto à idade dos veículos vendidos, os seminovos (com até três anos de uso) são imbatíveis, com elevação 35s,2% no acumulado do ano.

Líder de vendas
A Fiat segue na liderança das marcas mais vendidas no DF (automóveis 0km). Em maio, emplacou 920 veículos. A Volkswagen permaneceu em segundo no ranking, com 770. E a Ford saiu do top five (deu lugar as Chevrolet, Honda e Toyota).

Fonte: Metropole