Saiba como comprar (ou vender) um bom carro usado

Os carros usados estão definitivamente em alta, acompanhando o início da recuperação das vendas de zero quilômetro. Dados da Fenauto, que reúne lojistas e concessionários em todo o país, mostra que neste ano o crescimento no volume de negócios chegou a 17% em relação a 2016.

No Feirão Auto Show, um dos eventos mais tradicionais onde a negociação acontece diretamente entre comprador e vendedor realizado em São Paulo, o crescimento no volume de negócios chegou a 20% em maio.

Na mesma linha a  Fenabrave, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, aponta que no último mês houve um aumento de 24,8% na venda de carros seminovos, em relação ao mês de abril. Foram comercializadas 1,2 milhão de unidades em todo o país. Este índice consolida o momento de recuperação da economia tanto no setor de veículos novos quanto no de usados, igualmente importante para a cadeia.

Como evitar a desvalorização do carro
Antes de fechar negócio alguns cuidados são especialmente necessários, segundo especialistas do setor. Uma das dicas é que antes de buscar a compra de um carro zero quilômetro, o comprador tente negociar seu carro entre particulares, seja anunciando na internet, seja em um desses eventos como os Feirões, onde poderá ofertar o veículo e obter um valor mais justo por ele. "Lojistas e revendedores em geral irão oferecer cerca de 30% abaixo do valor de mercado e ainda menos em relação ao valor de tabela que é só um parâmetro, por isso vender por conta própria é o melhor negócio", avalia Eduardo Ribeiro dos Santos, diretor da Matel Produções.

Ribeiro recomenda ainda que o dono mantenha a documentação em dia, faça a manutenção preventiva e mantenha o carro limpo e com boa aparência. "Siga a mesma fórmula das lojas: deixe o carro bonito, com os itens funcionando, de modo que atraia o futuro comprador", avalia.

Na hora de comprar o carro usado: pesquisa
Antes de sair em busca de um carro usado, alguns cuidados são importantes. A TARDE Autos preparou um passo a passo para ajudar o leitor a encontrar o próximo carro:

- Descubra primeiro o carro que você precisa comprar e que atenda suas necessidades. Não se empolgue com um importado ou com a imponência de um SUV. Se o orçamento é limitado, opte por um modelo mais novo possível e de marcas consagradas, para facilitar a manutenção. Faça uma cotação do seguro pois alguns carros tem valor de apólice bem cara. Feito isso, siga ao próximo passo

- Pesquise, começando pela internet e obtenha uma média de preço do carro que procura. Tenha em mente que a tabela é uma referência e o preço de mercado é que vai determinar o valor máximo que você irá pagar pelo carro.

- Selecione os carros que procura e faça uma visita de 4 a 5 deles antes de decidir

- Ao visitar o carro veja o estado de geral, pneus, aparência mecânica, se todos os itens funcionam como ar condicionado e som, acabamento interno, pintura, e tudo com muita atenção

- Faça um laudo cautelar desse carro antes de decidir. Não aceite o "laudo de transferência" que muitas lojas oferecem. Exija o laudo cautelar que mostra se o carro foi batido, avariado, sinistrado em algum momento de sua vida útil.

- Para ter certeza, leve o carro a um mecânico de confiança mesmo se ele cobrar para avaliar o carro antes de fechar negócio

- Pesquise no Detran se ele tem multas ou pendências de documentação

- Só pague pelo carro se ele tiver sido aprovado no laudo cautelar. Não pague valor de sinal antecipadamente.

Fonte: UOL