Venda de veículos usados e seminovos cresce e estimula empresários

Otimistas com novos rumos da política, lojistas têm investido mais no segmento



Foi percebendo o crescente mercado de vendas de carros usados nos últimos anos que os sócios José Carlos da Silva e Marcos Cardoso resolveram investir no setor e montar uma revendedora na avenida Barão Homem de Melo, na região Oeste de Belo Horizonte. Segundo dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), o segmento de usados comercializou, só no mês passado, mais de 1 milhão de unidades no país – 1,6% a mais que em janeiro de 2018. A Auto América Seminovos, de Silva e Cardoso, faz parte das cerca de 600 revendedoras que existem atualmente na capital e na região metropolitana. Apesar do investimento de R$ 3,5 milhões para montar a loja, os empresários garantem que o ritmo acelerado de vendas tem compensado. “Já trabalho neste mercado há anos, mas, nesse dois meses, percebi que muita coisa mudou. O valor está muito baixo e faz com que a procura só aumente”, afirma Silva. Os sócios têm expectativa de incluir no espaço outros serviços voltados à mercado automotivo, como venda de peças e produtos e lava a jato.Para o presidente da Associação dos Revendedores de Veículos de Minas Gerais (Assovemg), Glênio Júnior, o motivo do aumento das revendedoras é o otimismo de grande de parte do empresários lojistas quanto ao novo governo. “Existe uma demanda para a troca de um carro usado para um mais novo, e as taxas de juros vem se mantendo em um patamar mais baixo”, avalia.

Aquecimento. Segundo a Fenauto, Minas fechou janeiro com 126.081 veículos seminovos e usados vendidos. Esse número é 2,9% maior que no mesmo mês do ano passado, quando as vendas alcançaram a marca de 122.552. Em comparação com janeiro de 2018, o número de revendedoras ligadas à Assovemg passou, no mesmo mês deste ano, de 47 para 65, alta de 38%. Mesmo já presente no mercado de usados há sete anos, foi pensando em atrair mais clientes e aumentar o potencial de vendas que o proprietário da Personalité Automóveis, Pedro Henrique Alves, mudou-se para uma loja maior. “A vitrine é maior, e a decoração, mais sofisticada. Quero que meus clientes sintam a qualidade do serviço logo na entrada”, conta. O empresário só vende seminovos com até três anos de uso e que não tenham sido reparados.

Estável. Segundo a Fenauto, foram comercializados, em 2018, 14,2 milhões de usados e seminovos, 0,4% a mais que em 2017, quando 62,7 mil unidades a menos foram vendidas.

Sobe procura por carros com mais de 4 anos
Desde 2017, os veículos com mais de quatro anos de uso estão liderando o ranking de vendas. Segundo a Fenauto, em 2018, os “usados maduros”, com idades entre nove e 12 anos, registraram crescimento de 46,5% na comparação com o ano anterior. Os veículos com 13 ou mais anos de uso tiveram alta de 21,8% no ano passado, na comparação com 2017. Ainda de acordo com a entidade, os “usados jovens”, de quatro a oito anos, cresceram 27% no período. A jornalista Ana Carolina Almeida, 29, ganhou seu primeiro veículo, um Ford Ka 2010, presenteado pelo pai. Apesar da economia na compra, Ana Carolina conta que alguns ajustes precisaram ser feitos no veículo. “Precisei trocar filtros e pneus”, diz. Por outro lado, de acordo com o levantamento da Fenauto, os carro com até três anos de uso, considerados seminovos, registraram queda de 52,1% no mesmo período.

Plataforma online une oferta e demanda
Desde o ano passado, está no ar o Seminovos Super – o novo portal para a compra e venda de carros, motos e caminhões usados e seminovos. O site é um novo serviço do Portal O Tempo, que oferece um catálogo com veículos previamente cadastrados por agências parceiras em Belo Horizonte e na região metropolitana de Belo Horizonte. Para pessoas físicas, o serviço é gratuito. A plataforma online oferece três planos de anúncio em seminovosuper.com.br. No ambiente, assim que o CPF for digitado no cadastro será informado que não precisa pagar. A ferramenta é a mais prática opção para quem busca vender ou comprar usados ou seminovos no Estado, com negociações facilitadas por meio de mensagem direta ou via WhatsApp, por exemplo. O site oferece uma busca simples e clara pelo veículo que o comprador procura. É possível aplicar filtros, como faixa de preço, modelo, marca, tipo de veículo e localidade.

Fonte