Quarentena ainda afeta setor de veículos usados

Dados de maio mostram retomada lenta de vendas, mas ainda distante do patamar pré-pandemia

A FENAUTO – Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, divulgou os dados mais recentes sobre a comercialização de veículos seminovos e usados, durante o mês de maio.

Os números, embora comecem a indicar uma retomada lenta e gradativa das vendas, ainda estão muito distantes dos observados no período anterior à pandemia.

Até a primeira semana de março, as vendas estavam positivas, com um volume de 60.954, cerca de 11,44% superior a fevereiro. A partir da decretação da quarentena, com o fechamento do comércio das lojas, o volume de vendas foi decrescendo continuamente, até praticamente o final do quarto mês do ano, com ligeiras oscilações positivas.

Mas, a partir da quinta semana de abril, as vendas começaram a se elevar novamente, em volumes pequenos, mas contínuos, em função da utilização de mecanismos online, por parte dos lojistas, para gerar vendas, mantendo os resultados positivos até o dia 31 de maio (veja quadro abaixo).

O resultado comparativo entre maio de 2020, e o mesmo mês de 2019, recuou 65,2%, e no acumulado deste ano se constata um recuo de 34,4%.

Durante a quarentena a FENAUTO vem realizando encontros virtuais com Associados e parceiros do setor financeiro, portais de comércio eletrônico e outros convidados, buscando oferecer alternativas e auxiliar os lojistas na geração de negócios. A FENAUTO também acredita que a reabertura virtual dos serviços dos DETRANs em vários estados contribuiu para a melhora do cenário.

Para o Presidente da Federação, Ilídio dos Santos, “nós continuamos atentos aos estímulos que o Governo Federal, Estados e empresas têm desenvolvido, observando com atenção e sensibilidade os novos hábitos e comportamentos que os consumidores estão apresentando, buscando interpretá-los adequadamente para atendê-los da melhor forma, tudo fruto da experiência vivida com a quarentena.”