Mercado de usados bate 1,6 milhão de carros em dezembro

Volume 13,1% superior ao de dezembro de 2019 ajudou a reduzir os impactos negativos da pandemia no setor

O mercado de usados fecha dezembro com um total de 1.597.052 de veículos vendidos, aponta um levantamento realizado pela Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), entidade que representa os lojistas multimarcas. Volume que foi 13,1% superior ao do mesmo mês de 2019.

No período, o ritmo de transferências diárias de 72.593 unidades. Este resultado ajudou a reverter parte do impacto econômico da pandemia sobre o segmento de carros usados. No ano, o volume de automóveis negociados ficou 12,1% abaixo de 2019. Resultado menos negativo do que o apurado pela própria Fenauto nos primeiros quatro meses de 2020, quando o volume de veículos comercializados chegou a ficar 26% abaixo do mesmo período do ano anterior.

"Considerando todas as dificuldades causadas pela pandemia, como o isolamento social, fechamento do comércio e paralisação dos Dentrans, ficou provado que nosso setor reagiu rápido e satisfatoriamente. Embora o resultado anual não tenha ficado dentro das expectativas do começo de 2020, o desempenho do segmento, a nosso ver, foi muito satisfatório", destacou o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, em nota divulgada pela entidade.

Valorização
Por iG Carros | 05/01/2021 11:31

carros usados
Divulgação
Com a pandemia, setor de usados ficou aquecido por causa daqueles que fugiram do transporte público para ter um carro na garagem
O mercado de usados fecha dezembro com um total de 1.597.052 de veículos vendidos, aponta um levantamento realizado pela Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores), entidade que representa os lojistas multimarcas. Volume que foi 13,1% superior ao do mesmo mês de 2019.

Leia também
Conheça quais os principais golpes envolvendo compra e venda de carros
Conheça 5 SUVs seminovos e automáticos por até R$ 60 mil
Conheça 5 usados de menos de R$ 35 mil que têm cara de novos
Continua após a publicidade
No período, o ritmo de transferências diárias de 72.593 unidades. Este resultado ajudou a reverter parte do impacto econômico da pandemia sobre o segmento de carros usados. No ano, o volume de automóveis negociados ficou 12,1% abaixo de 2019. Resultado menos negativo do que o apurado pela própria Fenauto nos primeiros quatro meses de 2020, quando o volume de veículos comercializados chegou a ficar 26% abaixo do mesmo período do ano anterior.

"Considerando todas as dificuldades causadas pela pandemia, como o isolamento social, fechamento do comércio e paralisação dos Dentrans, ficou provado que nosso setor reagiu rápido e satisfatoriamente. Embora o resultado anual não tenha ficado dentro das expectativas do começo de 2020, o desempenho do segmento, a nosso ver, foi muito satisfatório", destacou o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, em nota divulgada pela entidade.

Valorização
O mercado aquecido nos últimos meses impactou também na valorização dos carros usados ao longo de 2020. Um levantamento realizado pela KBB Brasil apontou que o Chevrolet Onix está entre os 10 modelos que tiveram variação positiva nos preços no período, com o preço do carro usado do ano/modelo 2020 em dezembro ficando 1,84% acima do valor do mesmo carro zero km em janeiro.

Esse ranking da KBB Brasil inclui modelos com preços zero km de até R$ 200 mil em janeiro de 2020. Além do hatch compacto da Chevrolet, figuram com destaque na lista carros como os SUVs Toyota RAV4 (12,47%), Volkswagen Tiguan Allspace (6,16%) e Audi Q3 (3,37%) e a picape Toyota Hilux (3,19%).

Fonte