Informação

Novidades e informação ao mercado

Grupo OLX e Fenauto lançam primeira edição do Índice de Veículos Usados

Press releases . 21 Fevereiro 2024


Chega ao mercado a primeira edição do Índice de Veículos Usados – Grupo OLX e Fenauto, elaborado pelo Data OLX Autos, braço de análises da OLX, e pela Fenauto, Federação dos Revendedores de Veículos Usados.

O estudo inédito é um termômetro de demanda e venda de diferentes categorias de automóveis por meio do cruzamento de indicadores de demanda na plataforma OLX e de venda reunidos pela Fenauto, além de analisar desempenhos categorizados por tipos de carroceria e idade do veículo. O relatório abrange os modelos com foco em janeiro de 2024.

De acordo com o Índice, o Ford Ecosport, com idade de 9 a 12 anos, é o modelo que mais pontuou dentre todas as faixas de idade analisadas para a categoria SUV, com 81,4. Outro destaque é o Toyota Corolla, líder dentre os Sedãs com até 13 anos, com 81,1. Nessa categoria, o automóvel da fabricante japonesa pontuou quase o dobro do segundo colocado, o Volkswagen Voyage, que registrou 43,5, na faixa de idade de 0 a 3 anos. O Chevrolet Onix é o melhor posicionado dentre os carros com idades entre 4 a 8 anos, com 81, na categoria Hatch.  

"O Índice funciona como o pódio de uma corrida de Fórmula 1, no qual revela os líderes de cada categoria de automóvel e faixa etária. Além do desempenho individual nas vendas, nas buscas e nas interações com usuários da plataforma OLX, o índice também considera o contexto de cada grupo de comparação. Dessa forma, o levantamento será um termômetro da movimentação do mercado, que pode contribuir para as melhores decisões de negócios do setor", explica o VP de Autos e Comercial do Grupo OLX, Flávio Passos.

“A união de dados e inteligência de mercado do Grupo OLX e Fenauto dão uma amostra do quanto pode ser feito para auxiliar e fortalecer o segmento. Temos absoluta certeza de que esse trabalho conjunto vai ajudar a potencializar a geração de negócios e a administração das lojas dos profissionais do segmento", destaca o Presidente da Fenauto, Enilson Sales.

Hatch

O Chevrolet Onix ocupa o primeiro lugar no Top 10 de modelos do tipo Hatch, com idade de 0 a 3 anos, com índice de 81,1. Em seguida vêm o Hyundai HB20, com 55,1 e o Fiat Argo, com 54,5, completando o Top 3 da categoria.

Dentre os modelos de 4 a 8 anos, o Onix também lidera, com índice de 81. Em seguida vêm o HB20 (50,4) e o Ford Ka, com 49,9, fechando o Top 3 da categoria.

O Volkswagen Gol lidera em desempenho na relação de 9 a 12 anos, com índice de 79,3. O Fiat Palio ocupa a segunda posição, com 71,8. O Fiat Uno vem na terceira colocação, com 62,6.

O Gol também ocupa o primeiro lugar dentre os modelos com mais de 13 anos, com índice de 80,9. Em seguida vêm o Fiat Palio (54,7) na segunda colocação e o Chevrolet Corsa  na terceira posição, com 52,4.


Sedãs

O Toyota Corolla ocupa o primeiro lugar dentre os Sedãs de 0 a 3 anos, com índice de 81. O Volkswagen Voyage está na segunda posição, com 43,5, Fiat Cronos em terceiro, com 43,1.

O Corolla também lidera dentre os modelos de 4 a 8 anos, com índice de 81,1. O Honda Civic vem em segundo, com 52,7. Completa o Top 3 o Chevrolet Prisma, com 51.

Ao avaliar os automóveis de 9 a 12 anos, vitória novamente do Corolla, com índice de 72,4. O Civic vem em segundo, com 70,5, e o Volkswagen Voyage completa a tríade, com 54,5.

Já entre os carros com mais de 13 anos, o Civic lidera com índice de 69,4. O Fiat Siena ocupa a segunda posição (65,7) e Corolla a terceira, com 57,2.


SUVs

Dentre os SUVs com idade entre 0 a 3 anos com maior pontuação em janeiro, o Jeep Compass teve o melhor desempenho, com índice de 73,2. O Volkswagen Nivus, com 68,1, ocupa a segunda colocação, seguido do Jeep Renegade, com 62,8. A pontuação entre 73,2 a 60,5 dos primeiros cinco colocados indica que este segmento é o mais competitivo dentre todas as categorias.

Ao considerar os modelos de 4 a 8 anos, o Honda HR-V lidera com índice de 69. O segundo e terceiro lugares são ocupados por dois modelos da Jeep, respectivamente: o Compass, com 66, e o Renegade, com 61,4.

O Ford Ecosport ocupa o primeiro lugar dentre os modelos de 9 a 12 anos, com índice de 81,4. Em seguida vêm o Renault Duster (62,8) e o Chevrolet Spin (51,1).

Ao avaliar os automóveis com mais de 13 anos, o Ford Ecosport está no topo da lista, com índice de 81,1. A segunda colocação é do Mitsubishi Pajero, com 50,7.  O Hyundai Tucson fecha o Top 3, com 49,8.

 

Metodologia do Índice OLX Fenauto de Veículos Usados

O estudo analisou dados dos automóveis seminovos e usados mais demandados e vendidos de janeiro. As informações de marcas e modelos foram pareadas, para que a análise fosse mais assertiva. Para as idades, foram definidas faixas específicas, nas quais se estabelece o ano corrente como ano do modelo do veículo.

O índice atribuído aos modelos corresponde à média entre o Indicador de demanda da OLX com o Indicador de Venda da Fenauto. Quanto mais intensa for a competição entre os modelos do grupo, ou seja, com valores de demanda e venda próximos, menor será o desempenho. Já para modelos que apresentam desempenho muito acima do restante do grupo podem apresentar indicadores próximos a 100.

O levantamento completo está disponível na landing page do Data OLX Autos: link https://lp.olx.com.br/dataolxautos

Informações para a imprensa:
Grupo OLX: [email protected]
FENAUTO: [email protected]


Vendas de veículos usados tem marca histórica em 2023

Press releases . 02 Janeiro 2024


Foram quase 14,5 milhões de vendas de carros usados, confirmando as expectativas da FENAUTO.

Segundo o relatório da entidade, divulgado nesta terça-feira, 2 de janeiro, o mercado de veículos seminovos e usados registrou a sua segunda maior marca histórica em vendas, apresentando um crescimento de 9,1% de volume por dia útil. No último mês do ano foram vendidos 1.383.870 veículos, chegando ao acumulado de 14.448.434 unidades comercializadas em 2023.

Para o presidente da FENAUTO, Enilson Sales, “nosso relatório mostra um percentual de aumento expressivo na comercialização de veículos, conforme já estávamos prevendo. Desde 2015 o nosso mercado vem apresentando resultados positivos, indicando um crescimento sustentável como esse verificado em 2023. Acreditamos que, para 2024, essa tendência positiva deve continuar.”

O acumulado de vendas de veículos com 13 anos, ou mais, foi o mais expressivo, com um crescimento de 13,5% em relação a 2022, chegando a um total de 5.033.345 unidades no ano.

Os campeões de vendas em dezembro de 2023 foram:

AUTO

  • VW - GOL 68.756
  • FIAT - UNO 37.184
  • FIAT - PALIO 36.842

COMERCIAIS LEVES

  • FIAT - STRADA 29.266
  • VW - SAVEIRO 19.212
  • TOYOTA - HILUX 16.143

MOTOS

  • HONDA - CG150 69.664
  • HONDA - BIZ 30.726
  • HONDA - CG 125 28.994

Vendas de carros usados passam dos 13 milhões

Press releases . 04 Dezembro 2023


A FENAUTO publicou o balanço de vendas de veículos seminovos e usados no mês de novembro.

Mesmo com um número menor de dias úteis em novembro (19 dias em comparação com os 22 de outubro), a média diária de vendas alcançou 63.631 veículos, sinalizando o rompimento da barreira dos 60.000 veículos alcançada em 2021.

Segundo a entidade, foram comercializadas 1.208.997 unidades, fazendo com que o acumulado nas vendas, em 2023, chegasse à casa dos 13.064.564 veículos, um aumento de 9,1% em relação ao mesmo período de 2022. Em comparação com o mês de outubro, as vendas tiveram uma pequena retração de 1,5%.

A entidade também divulgou os modelos mais procurados no mês de outubro. Foram eles:

Auto

  • VW - GOL 60.543
  • FIAT - UNO 33.613
  • FIAT - PALIO 32.366

Comerciais Leves

  • FIAT - STRADA 26.478
  • VW - SAVEIRO 18.010
  • TOYOTA - HILUX 13.108

Motos

  • HONDA - CG150 64.503
  • HONDA - BIZ 28.487
  • HONDA - CG125 27.562

O Presidente da FENAUTO, Enilson Sales, mantém o otimismo para um fechamento de ano com vendas em torno de 14,5 a 15 milhões de unidades. “Fechamos no final de novembro o nosso tradicional Congresso e pudemos sentir, pelas energia dos mais de 10 mil profissionais que visitaram o evento, que neste ano chegaremos muito próximos ao melhor resultado que tivemos nos últimos anos, demonstrando o enorme potencial e força que nosso segmento possui para movimentar a economia do país.”